Marketing Digital

Inbound Marketing II: o conteúdo certo para pessoas certas!

Como fazer uma estratégia de conteúdo utilizando personas.

Em Inbound Marketing I, vimos que ser interessante para nosso o público é primordial e, para isso, devemos direcionar o conteúdo certo para as pessoas certas. Mas, como saber quem são as pessoas certas e o que devemos dizer à elas?

O primeiro passo é saber qual a história que a empresa quer contar. Essas histórias não podem ser aleatórias, elas devem ter conexão com o segmento do negócio, além de carregar a personalidade que a marca emprega. O segundo passo, claro, é descobrir o que os clientes querem saber e alinhar essas histórias com os interesses deles. Mas, antes disso, devemos nos perguntar: quem são os nossos clientes?

Você já parou pra pensar no perfil dos seus clientes? Se eles são jovens, se são empresários, quais atividades praticam ou quais são os valores que eles prezam no dia a dia? Essas são informações muito importantes para a construção de uma linha de comunicação e para a produção de um conteúdo de valor. A partir delas, nós conseguimos traçar um perfil geral dos clientes e, até mesmo, criar um personagem para representar esses clientes, chamado de Buyer Persona.

Buyer Persona é um personagem fictício que representa o cliente ideal da sua empresa. É como uma pessoa de verdade criada com base em dados reais dos seus clientes atuais e de pesquisas de mercado. Serve para direcionar as ações da sua empresa, levando em consideração o melhor entendimento de quem é o seu “cliente padrão”, o que ele precisa, quais as dificuldades dele e o que a sua empresa pode oferecer para ajudá-lo com estas dificuldades. 

Papel e caneta na mão? Vamos criar personas!

público-alvo

 

  1. Quem é a sua persona? Ajude a formar uma imagem de quem é a sua persona indicando a idade, sexo, estado civil, número de filhos, onde moram, qual a renda familiar mensal e outras informações que achar necessário.
  2. Qual mercado trabalha e qual cargo ocupa: talvez seja importante saber quais mercados estão interessados no seu negócio e se a sua persona ocupa um nível mais ou menos elevado dentro de uma corporação.
  3. Onde eles buscam as informações: Você precisa saber onde esse consumidor busca as informações para direcionar os canais que a sua comunicação deve estar. Eles usam internet? Estão nas redes sociais? Acessam sites? Leem jornal e revista?
  4. Características pessoais: descrever o modo como sua persona lida com os objetivos e receios, pode ajudar a escolher quais produtos e serviços que irão ajudá-lo. Por isso, descreva quais são os objetivos dele, o que ele gosta de fazer nas horas vagas, o que mais importa para ele em uma compra, quais as suas dores, medos e receios; quais os interesses e paixões dele e o que eles valorizam.
  5. Relacionamento dele com a empresa: falar o que ele gosta e não gosta na sua empresa e, o mais importante, se ele já é seu cliente, ajuda a desenvolver uma melhor estratégia para suprir as necessidades ou limitar as dificuldades do seu cliente.

ficha persona

Dicas:
- Normalmente temos mais de um perfil de cliente, no entanto, não devemos criar mais de três personas, por um simples motivo: desvio de foco!
- Não é necessário seguir à risca o passo-a-passo. Você deve escolher as informações mais abrangentes para a criação da sua persona!
- Não perca tempo com detalhes irrelevantes.
- Não crie sua persona com base em palpites e suposições. Converse com sua equipe e tente descobrir quais são as características reais de seus clientes e quais as críticas mais comuns feitas para a empresa.

Confira abaixo o modelo de ficha que nós preparamos para a criação de sua persona e lembre-se: mesmo que seja um personagem fictício do seu cliente ideal, ela é a representação da maioria dos seus clientes. Escolha as informações certas e mãos à obra!

comments powered by Disqus
Newsletter