Solicitação de Orçamento

Blog

Blog Marketing Digital Vale a pena investir em uma empresa geradora de leads?

Vale a pena investir em uma empresa geradora de leads?

Saiba como adquirir leads qualificados para a sua empresa!

Para as empresas que investem em estratégias de negócio digitais, os leads são o objetivo principal. São eles os contatos que, possivelmente, irão se tornar clientes e gerar receita. Cada negócio elabora suas próprias ações para alcançar os leads mais qualificados, ou seja, que possuem mais possibilidade de realizar uma compra ou outra ação de valor para sua empresa, e cabe somente aos gestores decidirem as melhores maneiras de atingi-los.

Existem muitas estratégias com sucesso comprovado na obtenção de leads. Porém, o que faz a diferença é buscar uma maneira única de trabalhar com conteúdo, e-mail marketing, SEO e outros recursos.

Ter um método próprio para a geração de leads é uma boa prática para toda empresa que deseja ampliar sua carteira, assim é possível ter mais controle sobre os leads recebidos e também sobre o público que será atingido, para não perder resultado devido a uma segmentação mal planejada.

Vale lembrar, que para adquirir leads e nutri-los com eficiência é necessário, antes de tudo, a criação de um site que atenda às expectativas, seja funcional, rápido, leve e principalmente, responsivo, para não gerar nenhuma limitação a quem quiser ler o conteúdo.


Compra de leads é uma tática que traz resultado?

Qualquer segmento pode se beneficiar com a compra de leads, desde os e-commerces (os mais ávidos usuários do recurso) até áreas como alimentação, classificados e, claro, venda de infoprodutos.

Ainda que seja uma boa prática fazer tudo em casa, a compra de leads é uma realidade e pode auxiliar em muitos casos. O importante aqui é ter certeza de que a atitude realmente vai valer a pena, pois o investimento pode ser muito alto.

Uma das maneiras de garantir isso é partir para o lead scoring — uma técnica de pontuar e relacionar o lead a alguma das etapas de decisão de compra: frios, mornos, quentes e muito quentes.

  • Leads muito quentes — bom perfil para a compra e muito interesse — devem ser enviados diretamente para o time de vendas.

  • Leads quentes — bom perfil, pouco interesse na compra mas um bom fit com a empresa e o produto oferecido — fluxo de automação para nutrir ainda mais o lead e prepará-lo para o momento da compra (grandes chances de sucesso).

  • Leads mornos — perfil ruim, mas um interesse enorme no produto ou no que a empresa oferece nas ações — normalmente não convertem para vendas, mas vale a pena tê-los no radar e entender o que esperam e desejam de um produto como o seu. Ainda são possibilidades, distantes, mas presentes.

  • Leads frios — perfil ruim e zero interesse — apesar de parecer impossível, não é algo de outro mundo conseguir uma venda a partir de um lead frio. Tente compreender o que ele busca e ofereça de maneiras diferenciadas, mais pontuais (cold calling pode funcionar). Nunca desista da venda, a não ser que o lead realmente apresente uma objeção que exija o fim das tentativas. Ainda assim, vale a pena tentar quebrá-la, se possível.

Definir os critérios que pontuaram os leads é tarefa da empresa, mas é necessário ter em mente que eles precisam ser aqueles aspectos que mais influenciam na hora de decidir um bom cliente, como a profissão, o interesse, os produtos comprados recentemente, e outros pontos.
 

Afinal, como escolher a melhor empresa geradora de leads?

Cada geradora de leads tem suas características, seu fluxo de trabalho e suas metodologias e prioridades. No caso do agenteimovel.com.br, por ser uma startup imobiliária, a mensuração se dá por meio de uma equipe que filtra e atualiza todos os contatos antes de enviá-los aos clientes. Já com a ibm.com, foi criada uma ferramenta para conectar toda a jornada do cliente.

Por isso, o mais importante é buscar empresas que tenham uma compatibilidade com a sua maneira de gerir o negócio e, principalmente, os leads adquiridos.

Busque aquelas opções que demonstrem transparência em todas as etapas do processo. Não é só vender o lead, também é necessário levar até você o máximo possível da experiência que foi descoberta com ele. A empresa deve ampliar a visão do lead para que ele chegue até você ainda mais pronto para a compra do que quando entrou.

O objetivo único nunca pode ser somente gerar leads e vendê-los, mas sim melhorar a experiência do potencial cliente e levá-lo ainda mais qualificado e certo do negócio.

Nenhuma empresa é obrigada a apostar na compra de leads, é fato. Porém, dependendo do perfil de seu negócio e de como você vê seu público, as chances de sucesso podem ser extremamente altas. Isso só funcionará, entretanto, se você tiver um enorme conhecimento de que nicho quer atingir, ou seu ROI (retorno sobre o investimento) será praticamente negativo!

Esperamos que tudo o que foi explicado acima ajude você e sua empresa a decidirem se a compra de leads é a melhor opção para sua estratégia!

Comentários:

comments powered by Disqus
Orçamento por WhatsApp