Solicitação de Orçamento

Blog

Blog Dicas Como fazer um fluxo de caixa

Como fazer um fluxo de caixa

Veja qual o papel desempenhado pelo fluxo de caixa na rotina de uma empresa e a importância de realizar uma gestão financeira!

Para os novos empreendedores e até mesmo os mais experientes, alguns termos e expressões voltados ao setor financeiro das empresas ainda são desconhecidos. Operações importantes e que devem ser aplicadas por uma empresa podem ser negligenciadas por essa falta de conhecimento.

A expressão fluxo de caixa é muito usada no dia a dia dos empreendedores. Mas afinal, o que quer dizer? Ao abrir o seu próprio negócio, é comum que muitas dúvidas surjam, mas não se desespere! Esse é o momento de pesquisar e entender mais sobre como gerir uma empresa e a Construsite Brasil está nessa caminhada com você.

A seguir explicaremos o que é um fluxo de caixa e como ele será útil para a sua empresa. Continue com a gente!
 

Fluxo de caixa: o que é?

O fluxo de caixa foi criado para monitorar a movimentação financeira de uma empresa. Todo o dinheiro recebido ou gasto deve constar no fluxo de caixa, assim o gestor conseguirá visualizar com facilidade quanto ele está pagando e recebendo, para calcular se a sua empresa oferece lucro ou prejuízo.

Visando obter resultados confiáveis, é necessário que os registros sejam feitos criteriosamente e que sejam condizentes com a realidade. Não adianta criar um fluxo de caixa que não é atualizado ou que receba informações incompletas.

Entenda o motivo pelo qual o fluxo de caixa é tão importante para as empresas no exemplo a seguir:

João tem uma empresa e sem fazer os cálculos prévios, decide disponibilizar todos os produtos de sua loja com 30% de desconto. Ao finalizar o dia, Jõao decide analisar a movimentação financeira de sua empresa.

Foram comprados R$870,00 de produtos em sua loja, 26% a mais do que ele geralmente vende. Por ser um empreendedor que possui pouca experiência de mercado ele se anima com o aumento das compras, afinal sua loja apresentou um lucro considerável, além do aumento nas vendas, certo?

Se a sua primeira reação foi responder que sim para a situação em que está certo João se empolgar e oferecer os descontos sendo uma ótima estratégia, você está desconsiderando a análise sobre o fluxo de caixa. Antes de ter qualquer certeza é preciso analisar a situação geral.

Não foi falado qual o valor gasto por João ao realizar aquelas vendas para determinar se ele obteve ou não lucro. Imagine que ao verificar os gastos ele perceba que embora o número das vendas tenham aumentado em 26%, devido ao desconto oferecido o gasto em sua loja para aquela situação tenha sido de R$820,00. Pode-se observar então que o lucro obtido foi de apenas 50 reais.

A ação de João a princípio parecia ter sido um sucesso total, mas após fazer uma análise do fluxo de caixa, envolvendo o valor pago pelo empreendedor em cada produto, foi possível ver a real situação.

Caso não houvesse o fluxo de caixa para averiguar corretamente o que acontece na loja, a situação ilusória de lucro teria permanecido e a estratégia usada naquele momento poderia continuar sendo usada nos próximos dias, mesmo não sendo significativamente lucrativa para o empreendedor.

Com isso é possível constatar que através do fluxo de caixa o empreendedor adquire uma visão mais clara sobre a movimentação financeira da empresa e com essas informações, poderá traçar as melhores estratégias para ações futuras.

Agora que está claro o que é o fluxo de caixa, veja a seguir como elaborar esse fluxo e o que deve constar nele!
 

Como elaborar um fluxo de caixa?

Para a elaboração do fluxo de caixa ideal é necessário a dedicação e disciplina dos empresários. Em primeiro momento, é necessário separar as saídas de dinheiro em pelo menos 3 categorias principais: despesas, fornecedores e outras situações de saídas.

Na categoria de despesas, é sugerido colocar os gastos administrativos, como salários,, papelaria, correio, marketing, multas, entre outros. A parte de fornecedores é direcionada aos gastos com os materiais necessários para a sua empresa funcionar, como peças estoque, produtos que serão disponibilizados por sua empresa e demais recorrências. A categoria outras saídas é direcionada a empréstimos, tributos e investimentos.

Deve ser criada também uma categoria para a entrada de dinheiro no caixa da empresa. Aqui devem ser relatadas todas a vendas realizadas pela empresa, prestações de serviços, recebimento de doações, entre outros.

O processo de preenchimento deve ser realizado diariamente e para chegar ao resultado final, basta calcular o valor das estradas menos o das saídas e somar ao saldo inicial.

Valor de entrada - Valor de saída + saldo inicial = Resultado final
 

O resultado final se refere a quantia disponível no final do dia após toda a movimentação. É necessário para verificar a relação de lucros e prejuízos.

É importante destacar que fluxo de caixa completo e eficiente considera todas as receitas do dia a dia da empresa e por essa razão, todas essas ações devem estar de acordo com o orçamento disponível. Veja algumas dicas para deixar o seu fluxo ainda mais completo!

Acesse nossa newsletter e receba mais dicas voltadas ao crescimento de sua empresa.

Cadastre-se e fique por dentro das últimas novidades sobre Dicas

Como organizar o fluxo de caixa?

Detalhamento: explique de forma detalhada todas as despesas, receitas, e investimentos, contendo os valores, a motivação, o que é pretendido alcançar com aquele investimento, e demais ações.

Inventário: organize todas as despesas e investimentos de sua empresa, sendo elas atuais ou futuras, e separe-as segundo a sua natureza, ou seja, se é operacional, não operacional ou investimento.

Atualização: o fluxo de caixa deve ser atualizado periodicamente, sempre que o orçamento ou o plano de negócios de sua empresa passar por alterações. Um fluxo de caixa desatualizado poderá apresentar objetivos diferentes ao proposto pela sua empresa no momento. Fique atento!

Acompanhamento: o fluxo de caixa da sua empresa deve ser acompanhado de perto. Ao desenvolvê-lo defina planos emergenciais, já que acidentes e imprevistos acontecem. O atraso de um fornecedor, a perda de um cliente importante e muitos outros fatores podem impactar diretamente o seu fluxo.

Observe o seu fluxo de caixa e o acompanhe de perto para que ao sofrer algum impacto financeiro, seja possível identificar a origem do problema e solucioná-lo rapidamente.

A princípio pode parecer assustador regularizar e colocar em ordem a parte financeira de sua empresa, mas saiba que é fundamental para o sucesso do seu negócio no futuro. Organizar o seu fluxo de caixa é um dos primeiro passos dessa caminhada.

Leia também os post referentes a: Importância de possuir presença online e a Credibilidade passada por um site profissional e veja outros passos importantes para o crescimento de sua empresa!

Comentários:

comments powered by Disqus
Orçamento por WhatsApp