Dicas

Site em Wordpress é bom? Porque escolher código próprio?

Conheça os pontos fortes e fracos de uma famosa plataforma de sites gratuitos!

O post de hoje vai falar mais sobre o WordPress, uma plataforma muito conhecida pela criação de blogs, já que inicialmente foi criada para isso, mas que também permite a criação de sites para empresas de forma gratuita.

O WordPress é hoje a plataforma de sites mais utilizada do mundo, porém isso não significa que é a melhor. Fazendo uma analogia, sabemos que o Gol é o carro mais vendido de todos os tempos, porém sabemos também que ele está longe de ser o melhor carro. Por isso, vamos apresentar a vocês os pontos fortes e fracos dessa plataforma.

 

Pontos Fortes

Como já citado acima, o WordPress é uma ferramenta gratuita, com uma grande comunidade de usuários no mundo e por isso, existem muitos cursos rápidos no YouTube que ao fazer, você mesmo conseguirá fazer seu site.

Existem muitos temas e plugins (funcionalidades) disponíveis na plataforma prontas para o uso. É só você baixar, instalar e pronto, já está funcionando. Há também uma comunidade muito grande que ajuda a desenvolver a ferramenta e os plugins, e isso fez com que o WordPress se desenvolvesse rapidamente e se tornasse conhecido.

 

Nem tudo são flores: Pontos fracos

 

Segurança: principal ponto fraco

Por se tratar de uma ferramenta de código aberto, ela fica mais suscetível a invasões. Fazendo uma analogia, imagine que um ladrão deseja invadir um banco, e ele tem a planta do banco e do cofre, um hacker que quer invadir um site em WordPress possui essa planta (código fonte aberto).

Além disso, muitos usuários, justamente por serem marinheiros de primeira viagem, usam senhas previsíveis demais facilitando ainda mais para os invasores e colocando em risco o seu negócio.

 

Outro ponto: Plugins

Ao tentar tornar o site mais profissional e completo, os usuários não se limitam a adicionar plugins (novas páginas) e menos ainda, se prendem a quesitos como qualidade de quem o fez, pois além da equipe do WordPress, há outras pessoas que disponibilizam seu trabalho na plataforma.

A grande quantidade de plugins aumenta a fragilidade do site. Uma pesquisa realizada pelo EnableSecurity concluiu que 73% dos sites em WordPress estão vulneráveis. Por isso, são extremamente importantes cuidados com a compatibilidade e segurança ao modificar qualquer detalhe no seu site.

  

 

image(39).png

 

Atualização e Memória

Outra coisa que é necessário fazer sempre e que está ligada diretamente a segurança é a atualização dos sites. Sabemos das dificuldades que os proprietários de empresas têm para administrar várias coisas simultaneamente, e por isso, acabam pecando nesses cuidados. Sites desatualizados ajudam muito a ação de invasores.

Além de atualizações constantes serem necessárias, na medida em que forem adicionadas mais seções e funcionalidades é preciso atentar-se para o consumo de memória do site. Portanto, quanto mais funções no site, mais você verá a velocidade de carregamento cair.

 

 

image(38).png

 

Usabilidade

Atualizar o conteúdo de um site não é tão simples, muitas vezes um usuário têm que vencer 4, 5 etapas para conseguir concluir um cadastro. Sem contar que, por ser uma ferramenta feita para blogs, quase todos os cadastros necessários para atualizar o conteúdo de um site seguem o mesmo caminho: Cadastrar ->Post. O CMS (Content Management System) ou (Sistema de gerenciamento de conteúdo) do WordPress acaba dando um pouco de trabalho pela complexidade, ao invés de ir direto ao ponto e ser prático e fácil para os iniciantes.

 

Personalizações

A grande maioria dos desenvolvedores de sites em WordPress, só sabem usar a ferramenta e instalar plugins que já estão prontos. Desta forma, quando a empresa precisa de funcionalidades mais personalizadas, dificilmente o desenvolvedor conseguirá fazer. E sim, é difícil logo de início fazer um ótimo site. É preciso muita dedicação e tempo para aprofundar um pouco em cada aspecto.

 

Porque contratar uma empresa com código próprio?

As vantagens de escolher uma empresa que trabalhe com código fechado, como a Construsite Brasil, é que essas empresas cobrem todas as desvantagens apresentadas acima. Criando um site de código fechado, você evita dores de cabeça, correndo menos riscos de ter o seu site hackeado. Além disso, você poupa tempo na gestão do conteúdo do seu site, pois terá um CMS desenhado para a sua empresa.

Sem dúvida nenhuma, todo empreendedor inicia um negócio visando seu crescimento, e é natural que quando uma empresa cresce as suas necessidades mudem. Como exemplo, adicionar uma área restrita no site para o cliente tirar uma segunda via de boleto online. Nesses casos, uma empresa que trabalhe com código próprio, possui muito mais possibilidades de conseguir atender a sua nova demanda, pois possuem programadores que lidam com códigos diariamente ao invés de simplesmente adicionarem plugins criados por terceiros.  

 

Nos dois últimos posts falamos sobre as duas plataformas mais famosas de criação de sites gratuitos: o Wix e o WordPress. Existem outras no mercado, mas ao falar dessas duas, conseguimos contextualizar um pouco sobre o assunto e contar a vocês o porquê é sempre recomendável trabalhar com empresas de credibilidade e experiência no mercado para gerir a presença online de sua empresa. Ficou alguma dúvida? Se sim, é só falar que a tiramos! teeth_smile.png

comments powered by Disqus
Newsletter