Dicas

Como fazer o seu site de imóveis aparecer no Google?

Ganhe posicionamento nas buscas do Google!

 

image(28).png

 

O mercado de imóveis, assim como outros setores, é um nicho de grande concorrência. Sendo assim, é importante se destacar para fazer bons negócios. Uma boa forma de fazer isso é posicionando melhor o seu site em mecanismos de busca, como o Google, por exemplo.

As técnicas de SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca) podem ser fortes aliadas nesse momento. A contratação de um profissional para reformular o seu site pode ser uma ótima escolha. Mas existem coisas que você mesmo pode otimizar em seu site de imóveis à venda.

 

Torne seu site responsivo

A adaptação natural aos diferentes tamanhos de tela - computador, tablet e smartphone - acontece quando um site é responsivo, o que é ideal se você quer ter mais acessos em seu endereço virtual. Assim, o site fica acessível em qualquer aparelho e, além disso, o Google indexa ainda melhor esse tipo de plataforma.

Outra coisa que é válida lembrar, é que sites como o Google priorizam endereços virtuais que carregam mais rápido. Sendo assim, peça ao seu desenvolvedor - se for o caso- que evite implementar itens pesados. Faça um site leve, com bastante conteúdo e bonito visualmente. Existem ferramentas que permitem saber a velocidade em que o seu site está carregando, como o Google PageSpeed.

 

Pense em um título coerente

As páginas e posts do blog devem ter títulos que representam realmente o conteúdo que está ali presente. Se isso não for feito, as pessoas que clicarem para entrar na sua página pelo Google, podem sair instantaneamente ao verem que o conteúdo não supre suas expectativas. Assim, os mecanismos de busca vão diminuindo a pontuação da página, assim como aumentam o número de rejeição do link, o que é ruim para a reputação do seu site.

Outro item para atentar-se com relação ao título é deixá-lo entre 51 e 62 caracteres (com espaço), já que o Google corta títulos que ultrapassem muito esses números. Além disso, deixe a palavra-chave mais à esquerda do título, assim, a chance de destacar seu artigo é ainda maior. Uma ferramenta que pode auxiliar na hora de analisar o tamanho do título é o SEOMofo.

 

Use uma palavra-chave no título

Ao focar no conteúdo e entender, de modo geral, sobre o que ele fala, use uma palavra-chave que represente isso logo no título (Por exemplo: Aluguel de imóveis - como procurar o lar ideal?). É possível pesquisar a relevância das palavras por meio do Google Trends, ferramenta que permite comparar o volume de buscas dos termos.

 

Deixe a URL organizada

Os mecanismos de busca leem melhor as URLs que incluem a palavra-chave do título. Por exemplo, se o post de um blog tem o assunto Alugar imóveis no Rio de Janeiro, o final do endereço da página pode ser /exemplodesite.com/alugar-imoveis-no-rio-de-janeiro/. Grande parte dos sistemas de postagens de texto, como o Wordpress, gera a URL conforme o título automaticamente.

 

Deixe o seu blog sempre atualizado

De nada adianta criar um blog se ele não for atualizado constantemente, nem que seja ao menos uma vez por semana. Insira assuntos diversificados, mas relacionados ao seu segmento, ou seja, imóveis. Além disso, criar conteúdo exclusivo para o seu site faz com que as chances de se posicionar melhor aumentem consideravelmente.

 

Um imóvel por página

É mais indicado anunciar um imóvel por página, já que isso fará com que tenha ainda mais conteúdo em seu domínio. Use as palavras-chaves no título e no conteúdo das páginas. Inclua todas as informações necessárias nos anúncios: é recomendável, pelo menos, 15 boas fotos, que mostrem todos os cômodos, além do valor do aluguel, condomínio - se for o caso - e IPTU. Número de cômodos, áreas de lazer, localização e outras informações que forem pertinentes devem ser inseridas também.

Com essas dicas já é possível começar a acrescentar conteúdo relevante para o seu público alvo e se tornar um site de imóveis visado pelo Google. Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário para nós. wink_smile.png

comments powered by Disqus
Newsletter