Dicas

Redução de custos em tempos de crise? Cuidado!

Saiba como cortar gastos de forma mais eficiente, mostrando a sua empresa para quem a quer de verdade.

Quando anunciado o período de crise, os primeiros cortes de gastos das empresas são com itens julgados como supérfluos, ou seja, que não farão tanta diferença na venda do produto final. Você precisa dos produtos para a venda e dos funcionários para vender... Mas o cafezinho e o marketing, não vão fazer diferença, vão?

É pensando assim que muitas empresas começam a “economizar” com o primeiro corte: o marketing. Ah, pra quê anunciar no Google, não é mesmo? Para que ter um site? O seu produto é tão bom, que os clientes vão te encontrar, anunciando ou não. Mas infelizmente, não é bem assim que as coisas funcionam, por isso, antes de realizar cortes, liste e diferencie o que é despesa e investimento para a sua empresa.

cortar o cafezinho

Quando você compra o cafezinho, pense no retorno que ele trará para seus funcionários, que trabalharão muito mais dispostos depois de uma xícara de café – ou mais. Funcionários bem dispostos trabalham melhor e fazem mais por sua empresa. A falta do cafezinho, nesse caso, pode gerar cansaço e improdutividade – e ninguém quer isso no momento de crise!

O fator negativo também acontece quando você deixa de anunciar a sua empresa, principalmente na crise: você não está deixando de gastar, mas sim, deixando de ser visível para possíveis clientes, exatamente quando você mais precisa deles. Não pense que na crise, todos os seus clientes em potencial não estão comprando! A verdade é que eles ainda estão aí, mudando um pouco seus hábitos, esperando pela empresa certa para fazer negócio – e essa empresa pode ser a sua!

O gasto na verdade é com a conta de luz, água e outros itens que não terão retorno sobre o valor pago. Por isso, lembre-se sempre: o que traz retorno, nunca pode ser considerado como despesa, mas sim, como investimento.

“Ah, mas eu gastei muito com anúncios e não tive nenhum retorno”: Isso mostra que não basta apenas anunciar. Ter alguém que saiba o que está fazendo é primordial. Saber onde está seu público-alvo e como atingi-lo fazem parte de uma estratégia bem elaborada de marketing, que trará resultados positivos, sim! Encontre a melhor forma de anunciar a sua empresa e você não terá gastos sem retorno.

 

A dica para a crise é: corte os gastos da maneira certa e invista em publicidade!

- Fornecedores: Ao contrário do que muitos pensam, os fornecedores estão dispostos a renegociar os valores para não perder as vendas. Por isso, se um fornecedor for irredutível em relação aos preços e prazos, procure melhores condições, mesmo em outros lugares.

Dica: Tenha mais de um fornecedor entre suas opções, pois você pode perder bons negócios ao ter apenas uma escolha.

- Conta telefônica: Aí mora um dos maiores gastos dos quais as empresas não tem como fugir – mas podem economizar. O uso do telefone é imprescindível, mas é um gasto que precisa ser controlado, por isso, encontre o plano mais adequado, com melhor custo benefício e, claro, fique de olho na conta! Acompanhe os gastos e veja se está tudo ok.

economizar energia

- Conta de luz: Assim como o telefone, não há como fugir da conta de luz. A dica aqui é: abra as cortinas e desfrute da luz natural, quando possível. Se a sala de reunião estiver vazia, deixe as lâmpadas apagadas, o que serve para qualquer outro ambiente em desuso. Use o ar condicionado com moderação e desligue os aparelhos elétricos quando não estiverem em uso. 

- Funcionários: O corte de funcionários nem sempre é uma solução muito boa, pois além de diminuir a mão de obra, diminui a confiança da equipe que fica. Sem saber se eles serão demitidos, a produtividade cai e a sua empresa ainda sai perdendo. Ao invés disso, criar um banco de horas, pode ser uma boa estratégia. Sua empresa pode economizar com o pagamento de horas extras, diminuindo os gastos com o FGTS, férias, décimo terceiro e outros.

- Produtos: É hora de ver quais produtos tem melhor retorno para sua empresa, para que você possa investir mais neles. Concentre-se e faça uma boa divulgação. Se for o caso, elimine aqueles produtos de alto custo e baixo retorno, assim você poupa tempo e energia para o que realmente importa.

Por fim, depois de mudar os hábitos em sua empresa, você verá o quanto economizou. E aí, o que fazer com essa economia? Pode aumentar o investimento com publicidade!

Você precisa ir atrás do seu público-alvo! Em tempos de crise, não basta ter um produto ou serviço para vender. Sabemos o quanto as pessoas estão receosas de gastar... Mas sabemos também que elas ainda estão comprando!  Alguns hábitos estão mudando – a frequência do uso pode diminuir – e a preferência por produtos e marcas é pensada de acordo com o custo-benefício, mas eles ainda estão no mercado.

O que deve ser feito é uma análise para saber onde o seu público-alvo está e como eles comprariam os produtos e serviços de sua empresa. A partir daí, você consegue ver quais são os melhores meios para anunciar a sua empresa, garantindo o melhor retorno do investimento.

 

Já conhece o Projeto SOS Construsite? Veja o que podemos fazer para a sua empresa superar a crise!

comments powered by Disqus
Newsletter