Marketing Digital

E-mail marketing: morre, ou não morre?

Uma das ferramentas mais antigas do marketing digital, ainda sobrevive e é incrível, quer ver?

As pessoas nunca deixaram de ler e-mails e, pelo que consta, será difícil deixá-los de lado. Afinal, o e-mail é uma ferramenta fantástica de comunicação. Sendo assim, porque a prática do e-mail marketing está num empasse? As pessoas realmente estão deixando de lado os e-mails advindos de campanhas?

estrategia-email-marketing.jpg

É claro que não! A prática do e-mail marketing está longe de ser extinta. O maior problema que vemos, no entanto, é o mau uso desta ferramenta, que influenciou numa experiência negativa aos usuários. O presente que vemos segue com inúmeras campanhas de e-mail marketing que não dão certo, claro, por anos e anos, não pensávamos na experiência do usuário em relação a esses e-mails. Mas, o que há de errado, se esta é uma ferramenta incrível de comunicação?

Sabemos o quão indisposto está o usuário ao receber um e-mail marketing, mas será mesmo que ele não quer saber de propaganda, ou será que ele não quer receber spams? Mas espera aí, tem diferença? Claro! Spams são os e-mails indesejáveis, que muitas vezes não pediram a permissão do usuário para estarem ocupando a caixa de entrada deles. Já os outros e-mails, não estão invadindo a privacidade de ninguém – ou pelo menos, não deveriam – afinal, têm a permissão de serem enviados e ainda, têm a intensidade dos envios moderada – ou deveria, pelo menos.

O E-mail Marketing funciona sim! Basta aplicar a estratégia certa.

Experiências ruins com E-mail Marketing não podem influenciar no seu gosto por esta ferramenta. Se não deu resultado, provavelmente você não criou uma estratégia eficaz. Quer ver? Listamos três práticas que podem não dar retorno para você:

 

Falta de segmentação: esforço demais, resultado de menos!

Nem todos os seus clientes possuem os mesmos interesses. Por isso, segmentar seu público de acordo com o objetivo da campanha é fundamental para que você obtenha sucesso.

01120.jpg

Vamos ver um exemplo? Suponhamos que você tem uma loja virtual de roupas e enviou uma promoção fantástica de sutiãs, para todos os seus clientes. Só que, mais da metade deles são do sexo masculino e não estão em um relacionamento. Quais as chances deles se interessarem por este e-mail? Quase nula! Se você selecionasse apenas o público feminino, por exemplo, os resultados seriam muito mais visíveis.

 

Compra de lista de e-mails: erro fatal!

Três coisas são advindas de uma lista de e-mails comprada e nenhuma delas é bacana. Se você tem o hábito de comprá-las, tenha em mente que:

  • Você não sabe com quem está conversando: as pessoas que estão recebendo seus e-mails não pediram para você enviá-los, por isso, você não sabe nada dela ou vice versa. Isso nos lembra do nosso primeiro tópico: falta de segmentação! Resultado: seu e-mail não é interessante e não fala diretamente com ela. E aí, as chances de abrirem o seu e-mail não são expressivas.
  • Você possivelmente é visto como spam: realizando essa prática, seus e-mails têm grandes chances de irem diretamente para a caixa de spams, sem ao menos terem a chance de serem lidos. O que, além da ineficácia da sua campanha, pode comprometer o nome da sua empresa – sim, você pode gerar falta de credibilidade no mercado e se tornar uma marca indesejável.
  • Você leva gato por lebre: O número de e-mails inválidos é muito grande. Isso significa que se você comprar 10.000 e-mails, o número real será muito menor do que esse! Será mesmo que vale a pena?

 

Excesso de e-mails: não é porque você tem o público bem segmentado, que ele quer receber e-mails a todo instante!

021(1).jpg

Controle-se amigão, o tempo é algo primordial na era em que estamos vivendo e, infelizmente, nem todos têm tempo para ler seus e-mails todos os dias. Oferecer opções de frequência de envio é um modo bem legal de personalizar seus e-mails para cada tipo de cliente. Caso não seja possível, experimente o envio semanal ou quinzenal... As pessoas estarão muito mais dispostas a recebê-los e lê-los.

Quer saber mais sobre envio de E-mail Marketing e outras ferramentas do marketing digital? Fique à vontade! Que tal algumas dicas para criar o conteúdo relevante?

comments powered by Disqus
Newsletter