Solicitação de Orçamento

Blog

Blog Empreendedorismo Qual é o Capital de Giro da minha empresa?

Qual é o Capital de Giro da minha empresa?

Antes de descobrir qual o seu Capital de Giro, que tal entendermos o que é? Ao ouvir essa expressão você fica na dúvida? Agora não mais!

por Michael Alexsander

O Capital de Giro é uma reserva de recursos com o objetivo de suprir as necessidades financeiras da empresa num determinado período. É o dinheiro necessário para bancar a continuidade do funcionamento da sua empresa.

Existe um conjunto de recursos necessários para a empresa fazer seus negócios acontecerem (girar), daí vem a expressão "Capital para Giro". Esse conjunto de recursos é formado principalmente por:

  • Caixa e Banco
  • Estoques
  • Contas a receber

UNZemCJEPPpaTOwPqA0uiHNJIwUXti89kYl7NHl1

Se o Capital de Giro é uma reserva, em que momento vou usar?

Ele é usado basicamente em três momentos, veja:

Quando você vende a prazo, quanto maior o prazo oferecido ao cliente ou quanto maior for o percentual de vendas a prazo na composição do seu faturamento, maior será a necessidade de capital de giro.

Quando compra mercadoria e as mantém no estoques. Os estoques são formados e mantidos em função da necessidade do mercado que o consome, por isso sofrem constantes alterações, seja nos tipos de ítens ou em quantidades. Quanto maior a necessidade de investimento nos estoques, maior será a necessidade de capital de giro.

Ao pagar fornecedores e despesas operacionais antes de receber de seus clientes. Em seu caixa ou nos bancos fica a parte mais líquida (imediata) dos recursos financeiros disponíveis da empresa, aquela que pode ser utilizada a qualquer momento para honrar compromissos diversos.

Por que é tão importante para minha empresa?

O Capital de Giro é o que garante o fôlego necessário para sua empresa continuar realizando suas atividades fins, mantendo sua saúde financeira estável.

Ele é calculado para cobrir mensalmente a diferença entre as contas a pagar e os recursos disponíveis em caixa.

bgx-ZzhCyN7AaH2MFJ8_tPa7rkm_xxSLEWfoD3p_

Em algum momento pode faltar recursos financeiros para cumprir as obrigações da sua empresa. Para evitar que isso aconteça, as decisões de compra e venda devem ser tomadas com critérios previamente estabelecidos.

Antes de tomar uma decisão de compra, é necessário fazer um análise sobre a disposição dos recursos financeiros da empresa, nesse momento, o uso do fluxo de caixa é essencial.

Caso uma decisão de compra seja tomada equivocadamente, ou seja, oferecida ao cliente a opção de parcelar mais vezes nas vendas a prazo, a empresa necessitará de uma valor maior de Capital de Giro para bancar suas operações. Uma vez que esse recurso não exista, a empresa recorrerá a terceiros (bancos, sócios ou fornecedores), decorrendo em cobrança de juros e diminuindo a margem de lucro do negócio.

Como calcular o Capital de Giro da minha empresa?

Tudo começa no planejamento. Detalhe todas as despesas de curto e longo prazo e logo após contraponha às possíveis entradas de dinheiro decorrente da projeção de vendas. Descubra qual o valor do seu estoque somando todos os preços de venda de toda a sua mercadoria estocada.

Agora faça o seguinte cálculo: Some todas as suas contas a receber ao valor do seu estoque. Subtraia desse resultado todas as despesas e contas a pagar. Veja:

Ugw6oTVm_Ug1HSuPo-xPnUh-nX2QUMAz58NSWMSq

Fácil né? Mas, se mesmo assim precisar de uma ajudinha, veja o que preparamos pra você: A Calculadora Online de Capital de Giro, nela, basta que você informe alguns números que já te daremos o valor calculado.

calculadora-capital-de-giro.pngcalculadora-capital-de-giro-2.png

Dica Final

Administrar o Capital de Giro da sua empresa significa avaliar o momento atual, o fluxo de caixa e os reflexos gerados por decisões tomadas em relação às compras, vendas e à administração do caixa.

O cálculo nos dá o resultado da necessidade de Capital de Giro Mensal, mas lembre-se, quanto maior for a sua reserva, maior será o tempo que sua empresa se manterá em atividade e com as obrigações em dia, mesmo que ela deixe de receber qualquer valor que seja. Em um cenário razoável, é interessante ter em mente uma perspectiva de pelo menos quatro meses.

Por fim, manter uma gestão eficiente do seu negócio envolve não se descuidar, em hipótese alguma, do Fluxo de Caixa e do Capital de Giro. Fique atento!

 

Autor:

Michael Alexsander | Growth
Growth Hacker com foco no crescimento do cliente. No sangue corre axé e funk, mas o colar preto é do forró. Bacharel em Administração e MBA Executivo em Gestão de Custos pela PUC-MG. Empreendedor Serial e Educador Financeiro revoltado com a cultura financeira "burra" do Brasil. Ator com DRT e Scalper da Bolsa de Valores.
Outros posts feitos por Michael Alexsander

Comentários:

Orçamento por WhatsApp